Entidades representativas dos trabalhadores pedirão ao governador Helder Barbalho que não avalize orientação do Conselho Estadual de Educação.

O SINDICATO DOS PROFESSORES REDE PARTICULAR NO ESTADO DO PARA – SINPRO/PA, vem acompanhado com pesar o grave estado de Emergência em Saúde Pública causado pela pandemia por Covid-19 e sua mórbida evolução, com mais 418.608 pessoas infectados e 25.935 mortes desde 17.03.2020 em todo o País, sendo do que resultou na suspensão das aulas presenciais na educação privada e redução das atividades econômicas em todo o País.

O SINDICATO DOS PROFESSORES REDE PARTICULAR NO ESTADO DO PARA – SINPRO/PA, informa que em decorrência da permanência do estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional, deflagrado pela pandemia do coronavírus (Covid19), que resultou na prorrogação da suspensão das aulas presenciais na educação pública em todo o Estado do Pará, até o dia 15/04/2020, em determinação da Resolução nº102/2020 do CEE, bem como orientação do SINEPE/PA, (Circular 02 e 08/2020) para a suspensão preventiva das aulas da rede privada de ensino, vem RECOMENDAR A TODOS OS PROFESSORES E PROFESSORAS DA REDE PRIVADA DE ENSINO A SUSPENSÃO PREVENTIVA DAS AULAS PRESENCIAIS nas escolas até o dia 15/04/2020.

A FETRAEEP - Federação Interestadual dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado do Centro Oeste e Norte do País, através de sua diretoria e seus representados, vem trazer a público a presente nota de repúdio referente à medida provisória 927/2020, assinada pelo Presidente Bolsonaro e subscrita pelo ministro da economia Paulo Guedes.

Ver documento completo.

Comunicamos aos associados e dependentes, que por motivo de prevenção contra o Covid-19, no período de 23/03/2020 até 31/03/2020, não haverá expediente nesta entidade sindical, podendo se estender para além do dia 23/03/2020, caso novas orientações sejam dadas pelas autoridades de saúde.

Retornamos nossas atividades no dia 01/04/2020.

Atenciosamente,

A Coordenação.